Terça-Feira
19 de Março de 2019
Dia de São José, Dia do Carpinteiro, Dia do Marceneiro  
 
  O quê procura? 
Usuário:  
Senha:  
esqueceu os dados?
cadastre-se gratuitamente
Pensamento
do dia:
"Não adianta querer agradar todo mundo. Só os medíocres conseguem isso e mesmo assim à custa de muito sacrifício pessoal."
(Paulo Coelho)
  Inicial
  A Cidade
  Turismo
  
  NOTÍCIAS
  CONCURSOS
  SAÚDE
  ESPORTES
  CANAL JURÍDICO
  DIÁRIO OFICIAL
  ATAS CÂMARA
  FALECIMENTOS
  AGENDA
  
  Classificados
  Empresas/Serviços
  
  Telefone/Operadora
  
  CEP - superCEP
  Colunistas
  Culinária
  Diversão & Lazer
  Pensamentos
  Piadas
  Telefones
  Torpedos





publicidade




publicidade




publicidade




publicidade




publicidade


Guia de
Empresas
e Serviços

cadastre
grátis

/ Notícias
Notícias
Boletim de Conjuntura Julho/2018: Taxa de Câmbio, Cenário Externo e Eleições

clique para visualizarACISC
3 de Setembro de 2018

Nas últimas semanas, a crise econômica ocorrida na Turquia se somou às incertezas provocadas pela guerra comercial entre Estados Unidos e China, aumentando a instabilidade do cenário externo, num contexto de expectativa de novos aumentos da taxa de juros internacional. O "estopim" dessa crise foi a sobretaxação das exportações de aço e alumínio daquele país por parte do Governo norte-americano, que colocou em risco sua capacidade de pagamento dos compromissos externos, levando à expressiva depreciação de sua moeda.

Situações como esta costumam gerar aumento da aversão ao risco por parte dos investidores internacionais em relação às economias emergentes em geral, o que tende a afetar de forma mais intensa aquelas que apresentam maiores fragilidades, como é o caso da Argentina. A dificuldade política de reduzir o excesso de despesas públicas, impulsionado durante a gestão Kirchner, de forma mais rápida, agravando os desequilíbrios das contas externas, provocou aumento da taxa de câmbio, obrigando o País a negociar um empréstimo com o Fundo Monetário Internacional.

O Brasil também se viu afetado, levando o Real a ter uma das maiores perdas de valor dentre as moedas de países emergentes. Embora nosso país não apresente problemas nas contas externas, ao contrário da Argentina e da Turquia, adoece de preocupante desequilíbrio das contas públicas, que gera endividamento crescente do Governo, ameaçando sua solvência futura.

No período mais recente, porém, o comportamento da taxa de câmbio "se descolou" da evolução da economia mundial, rompendo a barreira de R$4,00, devido à divulgação da mais recente pesquisa de intenções de voto, que mostrou que os candidatos com as maiores intenções de voto não são aqueles mais comprometidos com a realização de reformas estruturais.

Por muito que a evolução da taxa de câmbio durante as próximas semanas passe a depender mais fortemente dos próximos desdobramentos do cenário eleitoral, o denominador comum com o "contágio externo" é a desafiadora situação fiscal do País.

De todo modo, o desequilíbrio das contas públicas é uma realidade que irá se impor ao próximo Presidente, seja ele quem for, e, portanto, pode se esperar que haja algum esforço de contenção das despesas durante sua gestão. Vale lembrar também que o Banco Central dispõe de quase US$400 bilhões de reservas internacionais e de um conjunto de instrumentos de intervenção no mercado cambial que podem minimizar as flutuações da cotação da moeda estrangeira, evitando seus efeitos negativos sobre os custos de produção e a inflação.
 

Análise da Conjuntura

1. Moeda, Crédito e Inflação

Na última reunião do COPOM, o Banco Central decidiu manter a taxa básica (SELIC) em 6,5% ao ano, reconhecendo que os efeitos altistas do aumento da inflação, provocado pela paralização dos caminhoneiros, foram passageiro.

Inflação, medida pelo IPCA, desacelerou entre junho e julho, corroborando a visão da autoridade monetária.

Crédito à pessoa física desacelerou durante junho, ao corrigirem-se os valores pela taxa de inflação.

Apesar da taxa básica continuar em seu nível mínimo histórico, o custo médio do crédito concedido à pessoa física segue em patamares elevados, enquanto a inadimplência apresentou leve redução.

 

2. Atividade Econômica e Emprego

Atividade industrial registrou aumento em junho, na comparação com o mesmo mês de 2017, revertendo parcialmente a forte queda observada em maio, devido à paralização dos caminhoneiros.

Confiança do consumidor registrou aumento em julho, em relação ao mesmo mês de 2017. Há mais otimismo quanto ao futuro, mas, as famílias seguem cautelosas para consumir.

Taxa de desemprego diminuiu em junho, na comparação com o mesmo mês do ano passado. A massa de rendimentos, que representa a renda total auferida no mercado de trabalho, mostrou leve alta.

Vendas do varejo apresentaram alta na mesma base de comparação, explicada em grande parte pelo forte crescimento das vendas de supermercados, motivadas por comportamento de estocagem por parte das famílias, para prevenir um possível desabastecimento.

Setor serviços surpreendeu, ao mostrar forte aumento mensal em junho, ante queda registrada no mês anterior, retomando a tendência de recuperação.

Indicador de atividade do Banco Central (IBC-BR) apresentou alta em junho, após sofrer, em maio, a pior queda desde 2003, porém ainda refletindo lenta recuperação da atividade econômica.

 

3. Finanças Públicas

Governo Consolidado (União, Estados, Municípios e empresas estatais) apresentou o menor déficit fiscal primário (excesso de despesas não financeiras sobre receitas) durante o primeiro semestre do ano desde 2015.

Também houve diminuição do saldo negativo nos últimos 12 meses terminados em junho.

Melhora relativa do resultado primário impulsionada por menor crescimento das despesas em relação às receitas do Tesouro Nacional, além de resultados positivos (excesso de receitas em relação às despesas não financeiras - superávit fiscal primário) maiores do que os esperados para os estados e as empresas estatais.

Também contribuíram para essa melhora fatores não recorrentes ocorridos em junho: ganhos com royalties do petróleo no mercado internacional e pagamento do BNDES ao Tesouro.

Pagamento dos juros da dívida pública aumentou em junho nos últimos 12 meses acumulados até este mês, devido às perdas do Banco Central com operações de swap cambial.

Resultado nominal, que inclui o primário e as despesas financeiras, ficou menos negativo no acumulado do ano em relação a maio, porém apresentou "rombo" maior em 12 meses.

Expectativa do Governo e do mercado é de cumprimento da meta fiscal anual de déficit primário de R$161,3 bilhões para o Governo Consolidado com relativa "folga".

Setor Público não é capaz de gerar recursos para sequer pagar os juros da dívida, levando à elevação de seu nível, que alcança patamares cada vez maiores, pondo em risco sua solvência no longo prazo.

Situação fiscal para o próximo Governo poderá ser ainda mais "apertada", pois o aumento contínuo das despesas previdenciárias ameaça o pagamento de outros dispêndios essenciais, para que seja cumprido o "teto" de crescimento dos gastos federais.

 

4. Setor Externo

Balança comercial (diferença entre exportações e importações de bens) apresentou saldos positivos (superávits) em julho e nos primeiros sete meses do ano, porém bastante menores que os observados em 2017.

Resultado mensal se explica pela contabilização de duas plataformas de petróleo como importações fictas, enquanto no acumulado janeiro-julho reflete a elevação das compras no exterior devido à recuperação da atividade econômica.

Exportações mostraram forte crescimento na mesma base de comparação, explicado exclusivamente pelas vendas de produtos primários, enquanto os embarques de produtos manufaturados e semimanufaturados recuaram, devido, em grande parte, à crise argentina.

Crédito à pessoa física desacelerou durante junho, ao corrigirem-se os valores pela taxa de inflação.

Apesar da taxa básica continuar em seu nível mínimo histórico, o custo médio do crédito concedido à pessoa física segue em patamares elevados, enquanto a inadimplência apresentou leve redução.

 

Fonte: Associação Comercial de São Paulo - Instituto de Economia Gastão Vidigal (IEGV)

 

5. Síntese da Conjuntura Econômica

Atividade econômica continua se recuperando, apesar dos percalços, em ritmo extremamente lento.

Inflação oficial (IPCA), em termos anualizados (12 meses) continua abaixo da meta anual (4,5%).

Perspectiva que esse cenário atual continue assim, até as eleições definirem o rumo da economia.

Aumento da arrecadação, combinado com alguma contenção das despesas, permitirá o cumprimento da meta fiscal anual, porém esse resultado será insuficiente para deter o crescimento do grau de endividamento do setor público.

Elevação das importações, em decorrência da recuperação econômica, tenderá a diminuir o saldo da balança comercial, aumentando as necessidades de financiamento externo do País, que, porém, deverão ser satisfeitas "com folga" pela entrada de capitais financeiros de longo prazo.

Boletim de Conjuntura elaborado pelo Instituto de Economia Gastão Vidigal, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Imagens relacionadas:

   
 
Compartilhe essa notícia
Faça um comentário
sobre esta notícia
    Envie/indique esta
notícia por email
 
         

publicidade
1
2
3
4
5
6
slide


:: Últimas Notícias
Exposição Fotográfica “São Carlos Revelada” - Março/2019
A Fundação Pró-Memória de São Carlos comunica que a Exposição “São Carlos Revelada” ficará disponível para visitas ...
Confira a localização dos Radares Móveis de Velocidade desta terça-feira (12/03/2019)
Nesta terça-feira (12/03/2019), a fiscalização eletrônica de velocidade estará nos seguintes pontos: Radar 1 - Av.Dr. Heitor José Realli (Rodovia/Bairro) 60 ...
Prefeitura inicia construção de novas passarelas na região do SESC
A empresa vencedora do processo licitatório para a construção depassarelas de concreto sobre o Córrego do Gregório, na avenida Comendador Alfredo Maffei, na ...
Mais 150 pacientes sus passarão por consulta oftalmológica no AME de Américo Brasiliense - Março/2019
A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Saúde, conseguiu mais 150 consultas oftalmológicas para avaliação pré-operatória de pacientes ...
UFSCar divulga resultado da 3ª chamada
A UFSCar divulgou nesta sexta-feira, 1º de março, o resultado da terceira chamada, com a lista das pessoas convocadas para matrícula dentre as que compareceram para manifestar ...
ACISC orienta: 4 dicas para vender mais no Carnaval
Embora não seja considerado feriado nacional, estadual ou municipal, o Carnaval, que este ano será comemorado no dia 5 de março, é uma das datas mais aguardadas pelos ...
Comissão de Educação da Câmara quer discussão sobre projeto que altera Conselho de Cultura
A Comissão de Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia da Câmara Municipal, em reunião nesta sexta-feira (1), decidiu encaminhar ...
Paraná Filho propõe alterar lei de benefícios à Tecumseh para frear demissões em massa
O vereador Paraná Filho (PSB) protocolou nesta sexta-feira (1) na Câmara Municipal, um projeto de lei que visa alterar dispositivos da Lei Municipal n° 18.934, de 13 de dezembro de ...
Comissão em Defesa da Vida faz reunião sobre lei que permite acompanhamento de doulas na maternidade
Os vereadores da Comissão de Estudos em Defesa da Vida e da Família Luis Enrique Kiki (presidente) Edson Ferreira e Moises Lazarine, participaram  na manhã desta  ...
Time de Futsal de São Carlos deve ter partida transmitida pela SPORTV
O produtor executivo da SporTV/Globo, Marcelo Zazzera, esteve na tarde desta quinta-feira (28/2), em São Carlos, para conhecer as instalações do Ginásio Milton Olaio ...
“Guia Informativo Escolas Municipais 2019” começa ser entregue pela prefeitura de São Carlos
A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Educação, iniciou nesta sexta-feira (1/3), a entrega do “Guia Informativo Escolas Municipais 2019”, material ...
IPTU 2019: Pagamento segue até 28 de fevereiro, mas é necessário imprimir novo boleto
A Prefeitura de São Carlos disponibiliza a partir desta sexta-feira (22), um novo boleto para pagamento do IPTU-2019, sem juros e multas. O contribuinte que não efetuou o pagamento do ...
Time de Assuntos Corporativos e Relações com a imprensa da Volkswagen ganha nova área com foco no Digital
Executiva tem o desafio de expandir a atuação da área no mundo digital e ampliar o foco no segmento de tecnologia  Em 2018, Claudia foi finalista do Prêmio ...
Pesquisadores da UFSCar desenvolvem sensor de ozônio altamente seletivo
Embora estejamos acostumados a associar o ozônio (O3) à nossa proteção - já que, em altas altitudes, é essencial para filtrar e amenizar os efeitos da ...
Estudo avalia efeitos do uso da mesa ajustável na saúde de trabalhadores
Uma pesquisa de pós-doutorado, desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia(PPGFt) da UFSCar, tem por objetivo investigar os efeitos do uso da mesa ...
Pós-graduação em produção audiovisual está com inscrições abertas
O curso de especialização em Produção de Conteúdo Audiovisual para Multiplataformas(EAM) da UFSCar está com inscrições abertas até ...
Pesquisa na UFSCar oferece tratamento para dor no ombro
O Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia (PPGFt) da UFSCar está recrutando voluntários para um estudo que compara dois tipos de exercícios aplicados ...
Após assembleia, SINDSPAM protocola pauta do Acordo Coletivo 2019/2020 na Prefeitura
Após assembleia na última quinta-feira (14) a diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos Municipais de São Carlos (SINDSPAM), protocolou nesta ...
ACISC reúne comerciantes para discutir sobre revitalização
A Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC) realizou, nesta segunda-feira (18), uma reunião com os comerciantes para discutir sobre a ...
Robertinho pede urgente limpeza de Praça na Vila Boa Vista I
O vereador Robertinho Mori (PSDB) apresentou na Câmara Municipal um requerimento à Prefeitura solicitando a limpeza da Praça Francisco Xavier do Amaral  na esquina da avenida ...
pesquisar notícias + MAIS NOTÍCIAS


Relação de Feriados e Pontos Facultativos
:: Eventos/Agenda
:: Mais lidas
» Publicidade





 
 

indique nosso site

adicione em seu Favoritos

defina como sua página inicial

| QUEM SOMOS | PUBLICIDADE | FALE CONOSCO | PRIVACIDADE | REGRAS |

| BLACK FRIDAY PROMOÇÕES | DIA DO CONSUMIDOR PROMOÇÕES | CYBER MONDAY PROMOÇÕES |
| BOXING DAY PROMOÇÕES | BLACK DECEMBER PROMOÇÕES |
| GERADOR DE CUPONS |

São Carlos Oficial é um serviço desenvolvido e oferecido por StrZero Soluções Digitais.

Copyright© 2019 - StrZero Soluções Digitais.
Todos direitos reservados. All rights reserved.