Domingo
18 de Abril de 2021
Dia de Monteiro Lobato, Dia Nacional do Livro Infantil  
 
  O quê procura? 
Usuário:  
Senha:  
esqueceu os dados?
cadastre-se gratuitamente
Pensamento
do dia:
"O coração tem razões que a razão desconhece."
(Pascal)
  Inicial
  A Cidade
  Turismo
  
  NOTÍCIAS
  CONCURSOS
  SAÚDE
  ESPORTES
  CANAL JURÍDICO
  DIÁRIO OFICIAL
  ATAS CÂMARA
  FALECIMENTOS
  AGENDA
  
  Classificados
  Empresas/Serviços
  
  Telefone/Operadora
  
  CEP - superCEP
  Colunistas
  Culinária
  Diversão & Lazer
  Pensamentos
  Piadas
  Telefones
  Torpedos





publicidade




publicidade




publicidade




publicidade




publicidade


Guia de
Empresas
e Serviços

cadastre
grátis

/ Notícias
Notícias
MPT denuncia Prefeitura após ação do SINDSPAM durante crise no transporte público

clique para visualizarSindspam
5 de Dezembro de 2018

O Ministério Público do Trabalho por meio do Procurador do Trabalho, Rafael de Araújo Gomes da Procuradoria do Trabalho de Araraquara, acatou denúncia do Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos Municipais de São Carlos (SINDSPAM) e instaurou inquérito civil contra a Prefeitura Municipal de São Carlos, por conta da municipalidade não ter concedido vale-transporte para os servidores públicos municipais, durante a intervenção que a própria Prefeitura fez na empresa que tinha a concessão do transporte público municipal. Em janeiro de 2018 o sindicato encaminhou ofício ao Prefeito Municipal Airton Garcia requerendo que fosse abonado os atrasos e eventuais faltas dos servidores em razão da intervenção e em razão de referida intervenção naquele dia e em alguns dias posteriores não circulou ônibus na cidade.

Não obstante ao grave problema, após o interventor nomeado pelo prefeito conseguir fazer alguns poucos ônibus (alguns falam em 30% da frota necessária), a empresa que administrava a recarga dos cartões do Vale Transporte se recusou a realizar a recarga dos cartões utilizados como Vale Transporte pelos servidores. Em fevereiro o SINDSPAM encaminhou novo ofício ao prefeito para que o mesmo determinasse que fosse abonado os atrasos e eventuais faltas dos servidores que se utilizavam do Vale Transporte, bem como solicitou que a medida fosse estendida até a regularização/normalização do fornecimento do Vale Transporte. Ocorreu que a Administração não conseguiu regularizar a situação e para piorar realizou o desconto do Vale Transporte dos salários dos servidores que sequer tiveram a recarga realizada em seus cartões. O Ministério Público após receber a denúncia do SINDSPAM, intimou a Prefeitura Municipal para prestar informações que na época afirmou que o problema já teria sido regularizado, e que o mesmo foi causado pelo comportamento da empresa que administrava o cartão do vale-transporte. Este problema persistiu no período entre 23 de janeiro a 01 de abril (período que durou a intervenção).

A Prefeitura foi intimada a comprovar a aplicação de sanções contratuais à empresa administradora do cartão que gerou injustificadamente, tamanho transtorno ao ente público e seus funcionários. O Ministério Público solicitou para que a Administração narrasse os passos que foram tomados para a substituição da empresa. Na resposta a Secretaria Municipal de Transporte, informou que o Município não teria aplicado nenhum tipo de sanção à empresa.

O Ministério Público ainda questionou a Prefeitura para que ela comprovasse o abono dos atrasos e faltas no período reconhecido em sua resposta, relativamente a tais servidores.

Em resposta a Secretaria Municipal de Administração, informou que não concedeu nenhum tipo de abono das faltas justificadas. Tal postura foi assumida apesar de o Município ter, simultaneamente, apresentado documentos confirmando que numerosos trabalhadores usavam vale transporte e que não tinham saldo suficiente no cartão/vale transporte.

O Departamento Jurídico do SINDSPAM, ainda informou ao MP que a Administração chegou a sugerir para que os servidores adquirissem por meios próprios 50 passes na loja da empresa que operava o serviço na cidade e que apresentasse um recibo oficial para ser reembolsado. Tal prática é vedada pela legislação. Outra sugestão dada pela Administração era a de que o SINDSPAM auxiliasse os servidores que não tivessem recursos financeiros para aquisição dos 50 passes, emprestando o dinheiro aos mesmos.

Os documentos que foram apresentados pela Prefeitura confirmaram que ela se limitou a providenciar o reembolso de dinheiro a servidores que seguiram sua “solução”, não tendo abonado as faltas dos que não seguiram tal imposição. Após ouvir as partes o Ministério Público constatou que de fato os servidores foram prejudicados pela falta do fornecimento do vale transporte. “Ora, o não fornecimento deliberado do vale-transporte pelo Município restou evidente, eis que confirmado pelo próprio Município, em suas manifestações e anúncios aos meios de comunicação.

Ao deixar de fornecer os vales-transportes durante todo o período de  intervenção da empresa de transporte coletivo (23/01/2018 a 01/04/2018), o Município não apenas sonegou direito legalmente reconhecido, como repassou ao trabalhador um custo que não é dele, mas do empregador. Premidos por condições economicamente desfavoráveis, muitos trabalhadores aceitaram, pelo que se vê, as condições impostas pelo Município, de arcar com o vale-transporte, e acabaram financiando do próprio bolso a manutenção do contrato de emprego. Conclui-se que o Município violou os dispositivos legais supracitados, na medida em que não forneceu os vales-transportes suficientes para o deslocamento dos empregados entre residência-trabalho e vice-versa, bem como efetuou descontos salariais indevidos, enquanto estes não receberam o vale-transporte e não conseguiram chegar ao trabalho.

Do mesmo modo, incorreu na violação quando transmitiu aos trabalhadores a responsabilidade em arcar com tais custos, constrangendo os funcionários a adquirir passagens por conta própria (não sopesando se teriam ou não recurso para isso), e, como se não bastasse, pretendeu interferir na liberdade sindical e administração do sindicato, buscando junto aos meios de comunicação lançar mácula sobre o ente sindical por não ter este aceitado suportar o ônus financeiro que é do empregador”, citou o Ministério Público em seu despacho.

Na ação proposta o Ministério Público do Trabalho está pedindo a condenação da Prefeitura  Municipal e que cumpra às seguintes obrigações:

a) assegurar aos servidores públicos municipais o vale-transporte, sempre que atingidas as condições legais para o benefício, para custeio das despesas de deslocamento residência-trabalho e vice-versa, de modo a contemplar todo o percurso percorrido, em conformidade com o art. 4º da Lei nº 7.418/85 e art. 2º do Decreto nº 95.247/87, sob pena de multa diária no valor de R$2.000,00 (dois mil reais), por trabalhador atingido;

 b) na eventualidade de ocorrer motivo imprevisível, alheio à vontade e ao comportamento do réu, que gere obstáculo transitório à utilização do vale-transporte pelos servidores municipais, reconhecer como justificada a falta ao labor do servidor que utiliza vale-transporte para deslocamento da residência ao trabalho e vice-versa, sob pena de multa de R$5.000,00, por trabalhador e por dia objeto de desconto salarial indevido;

c) abonar no prazo de 30 dias as faltas ao trabalho no período de 23/01/2018 a 01/04/2018 de todos os servidores municipais que fazem uso do vale-transporte e não dispunham de crédito suficiente no cartão para deslocamento ao trabalho e retorno à residência em todo esse período, sob pena de multa diária de R$5.000,00, por trabalhador;

d) pagar aos trabalhadores que se enquadrem na hipótese referida no item “c” acima, mas que se encontrem, à época da execução neste feito, removidos dos quadros do Município (sem que até a data da extinção do contrato tivessem as faltas sido abonadas), quantia equivalente a um dia de salário por falta não abonada no período mencionado;

e) indenizar o dano moral coletivo mediante o pagamento de quantia não inferior a R$50.000,00 (cinquenta mil reais), valor que deverá ser destinado a projetos, iniciativas e/ou campanhas que revertam em benefício dos trabalhadores coletivamente considerados em municípios abrangidos pela circunscrição desta Vara do Trabalho, a serem especificados em liquidação, mediante indicação pelo Ministério Público do Trabalho e aprovação por este Juízo.

f) o deferimento, em sentença condenatória, da tutela provisória relativamente aos pedidos de letras “a” e “pb” supra, para cumprimento imediato, sob pena de multa, a contar da intimação.

g) a citação do reclamado para, querendo, comparecer à audiência e nela apresentar a defesa que tiver, com o regular processamento do feito, até seu final, julgando-se os pedidos totalmente procedentes.

A data da audiência na Justiça do Trabalho ainda não foi marcada.

Imagens relacionadas:

   
 
Compartilhe essa notícia
Faça um comentário
sobre esta notícia
    Envie/indique esta
notícia por email
 
         

publicidade
1
2
3
4
5
slide


:: Últimas Notícias
Polícia Militar repassa alimentos para a campanha “Vacina Contra a Fome”
O comandante do 38º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I), Tenente Coronel Otávio Augusto de Lima Seminate, repassou na tarde desta segunda para vice-prefeito ...
Vereador Elton se posiciona contra modalidade EAD no curso de medicina da UFSCar
O vereador Elton Carvalho (Republicanos), em conjunto com os alunos do curso de Medicina da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), se posicionou a favor do retorno dos estágios ...
Roselei solicita prioridade na vacinação de estudantes indígenas da UFSCar
O presidente da Câmara Municipal de São Carlos, Roselei Françoso (MDB), solicitou empenho da Secretaria Municipal de Saúde nesta terça-feira (13) para proceder a ...
SINDSPAM convoca Guardas Municipais para assembleia no dia 20 de abril
A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Autárquicos Municipais de São Carlos e Dourado (SINDSPAM, está convocando para o próximo dia 20 de abril todos (as) ...
Alunos da UFSCar chegam à final nacional do desafio da L’Oréal
Uma equipe formada por alunos da UFSCar foi uma das finalistas da fase nacional do L?Oréal Brandstorm 2021, um jogo de negócios voltado para o desenvolvimento de ideias inovadoras e ...
Comunicado SAAE 12/04/2021
O Serviço Autônomo de Água e Esgoto - SAAE comunica que de acordo com o Decreto Municipal nº 183 de 09 de abril de 2021, o atendimento presencial será retomado apenas ...
Cidadania e Assistência Social recebem novos equipamentos de informática
A Secretaria de Cidadania e Assistência Social recebeu nesta segunda-feira (12/04), 79 novos computadores, 58 tablets, 16 projetores e 26 impressoras para a renovação dos ...
Câmara Municipal realizará audiência pública online sobre PPA e LDO
A Câmara Municipal de São Carlos agendou para sexta-feira (16), às 18h, a realização de uma  audiência pública online para discutir a ...
Vereadora Raquel Auxiliadora institui Conselho Popular do Mandato
No último sábado (10), o mandato da vereadora Raquel Auxiliadora (PT) realizou uma plenária de avaliação e prestação de contas dos 100 primeiros dias ...
Comércio de São Carlos pode ter atendimento Take Away
Após anúncio do Governo de Estado de São Paulo, feito na última sexta-feira (9), liberando o serviço de take away ou pegue leve para o comércio varejista em ...
Valor exato – 09 de abril de 2021
A contribuição de teorias, instrumentos e ferramentas aplicadas aos negócios nasce e renasce dentro e fora dos ambientes empresariais e acadêmicos. O “Design ...
Projeto “Trilha da Natureza” inscreve em minicurso e lança podcasts
O projeto de extensão "Visitas Orientadas à Trilha da Natureza" está com as atividades de visitação ao Cerrado na UFSCar suspensas em função ...
Prefeitura publica novo decreto determinando expediente nas repartições públicas para o período de 12 a 25/04
A Prefeitura Municipal de São Carlos, publica no Diário Oficial do Município deste sábado (10/04), um novo decreto que dispõe sobre o expediente interno nas ...
Serviços Públicos inicia trabalho de recuperação da ponte no Parque Arnold Schimidt
A Secretaria Municipal de Serviços Públicos informa que durante os trabalhos de limpeza de rotina no córrego do Monjolinho foi constatado uma erosão na ponte da rua Dr. ...
Prefeitura divulga cronograma de serviços públicos para a próxima semana (12 a 16/04/2021)
A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Serviços Públicos, divulga o cronograma dos trabalhos de manutenção de áreas verdes e serviços ...
Comunicado - Secretaria Municipal de Saúde
A Secretaria Municipal de Saúde comunica que no próximo domingo (11/04) que o gerador instalado no Centro de Triagem de Síndrome Gripal localizado no Ginásio Milton Olaio ...
Câmara Municipal realizará audiência pública online sobre a suspensão das atividades práticas da medicina da UFSCar
A Câmara Municipal de São Carlos agendou para esta segunda-feira, 12 de abril, a partir das 15 horas, a realização de uma audiência pública online para debater ...
Vereador Sérgio Rocha protocolou Projeto de Lei para disponibilização gratuita de medicamentos para o tratamento da Covid-19
O vereador Sérgio Rocha (PTB) protocolou nesta sexta-feira, Projeto de Lei que visa a disponibilização de medicamentos para o tratamento precoce da COVID-19 na rede SUS do ...
Live sobre como vender online atrai empresários e lojistas
Diversos lojistas e empresários acompanharam a live da ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos), realizada nesta última quinta-feira (08), em ...
A Nova Lei de Licitações e Contratos Administrativo
Em 01 de abril de 2021, entrou em vigor a nova Lei de Licitações e Contratos (Lei n. 14.133/21), que, dentre outras coisas, inseriu, por força de seu artigo 178, no Título ...
pesquisar notícias + MAIS NOTÍCIAS


Relação de Feriados e Pontos Facultativos
:: Eventos/Agenda
:: Mais lidas
Prefeitura publica novo decreto determinando expediente nas repartições públicas para o período de 12 a 25/04
Atenção servidores (as) da Urgência e Emergência no regime 12x36 para novo prazo de envio de documentos
Câmara Municipal realizará audiência pública online sobre PPA e LDO
Vereador Sérgio Rocha protocolou Projeto de Lei para disponibilização gratuita de medicamentos para o tratamento da Covid-19
Roselei solicita prioridade na vacinação de estudantes indígenas da UFSCar
Projeto “Trilha da Natureza” inscreve em minicurso e lança podcasts
Alunos da UFSCar chegam à final nacional do desafio da L’Oréal
Estudante da UFSCar-Sorocaba lança exposição sobre mulheres que inspiram
Prefeitura divulga cronograma de serviços públicos para a próxima semana (12 a 16/04/2021)
Comércio de São Carlos pode ter atendimento Take Away
Comunicado SAAE 12/04/2021
Vereador Elton se posiciona contra modalidade EAD no curso de medicina da UFSCar
Valor exato – 09 de abril de 2021
Vereadora Raquel Auxiliadora institui Conselho Popular do Mandato
SINDSPAM convoca Guardas Municipais para assembleia no dia 20 de abril
Polícia Militar repassa alimentos para a campanha “Vacina Contra a Fome”
A Nova Lei de Licitações e Contratos Administrativo
Cidadania e Assistência Social recebem novos equipamentos de informática
Câmara Municipal realizará audiência pública online sobre a suspensão das atividades práticas da medicina da UFSCar
UPA do Santa Felícia vai atender somente casos de Covid-19
» Publicidade





 
 

indique nosso site

adicione em seu Favoritos

defina como sua página inicial

| QUEM SOMOS | PUBLICIDADE | FALE CONOSCO | PRIVACIDADE | REGRAS |

| BLACK FRIDAY PROMOÇÕES | DIA DO CONSUMIDOR PROMOÇÕES | CYBER MONDAY PROMOÇÕES |
| BOXING DAY PROMOÇÕES | BLACK DECEMBER PROMOÇÕES |
| GERADOR DE CUPONS |

São Carlos Oficial é um serviço desenvolvido e oferecido por StrZero Soluções Digitais.

Copyright© 2021 - StrZero Soluções Digitais.
Todos direitos reservados. All rights reserved.