Sexta-Feira
23 de Agosto de 2019
Dia da Injustiça  
 
  O quê procura? 
Usuário:  
Senha:  
esqueceu os dados?
cadastre-se gratuitamente
Pensamento
do dia:
"Estar sempre alegre - essa é a maneira de resolver os problemas da vida!"
(Charles Chaplin)
  Inicial
  A Cidade
  Turismo
  
  NOTÍCIAS
  CONCURSOS
  SAÚDE
  ESPORTES
  CANAL JURÍDICO
  DIÁRIO OFICIAL
  ATAS CÂMARA
  FALECIMENTOS
  AGENDA
  
  Classificados
  Empresas/Serviços
  
  Telefone/Operadora
  
  CEP - superCEP
  Colunistas
  Culinária
  Diversão & Lazer
  Pensamentos
  Piadas
  Telefones
  Torpedos





publicidade




publicidade




publicidade




publicidade




publicidade


Guia de
Empresas
e Serviços

cadastre
grátis

/ Notícias
Notícias
Pesquisa da UFSCar investiga referências ao povo negro na Sociologia Brasileira
Proposta é retomar memórias e elementos africanos presentes no Brasil e que foram encobertos ao longo da história

clique para visualizarUFSCar
24 de Maio de 2017

Analisar parte da literatura de cinco grandes autores da Sociologia Brasileira - Gilberto Freire, Sérgio Buarque de Holanda, Roger Bastide, Guerreiro Ramos e Florestan Fernandes - buscando referências ao povo negro é o atual trabalho de pesquisa de Priscila Martins Medeiros, professora do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). "Trazer à tona elementos discutidos nos textos destes autores sobre o negro no Brasil, buscando pontos que, por ventura, tenham sido silenciados pela Sociologia clássica, nos ajuda a rever nossa história e também o lugar social conferido ao negro na sociedade brasileira", explica a docente.

A intenção da pesquisadora é buscar nessa literatura elementos de crítica à estrutura colonial e aos seus efeitos, a exemplo da desumanização da experiência social de negros e negras, processo que pode ser chamado de "racialização".  O interesse pelo tema surgiu a partir de duas experiências de Medeiros, uma com a disciplina de Sociologia Brasileira, que leciona na Universidade, e a outra no Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) do qual faz parte. "Relendo autores clássicos para a disciplina de Sociologia Brasileira, percebi que um tema que atravessa todos eles é o das possibilidades de modernização e de progresso do País. Por outro lado, no NEAB, temos nos debruçado, dentre outros assuntos, sobre como o negro foi tratado na história enquanto um ‘desvio’, um anexo da população, um ‘elemento anti-moderno’ na história da colonização brasileira ou até da América Latina", conta a pesquisadora.

Estimulada por essas leituras, surgiu o interesse em compreender mais a fundo as obras de Gilberto Freire, Sérgio Buarque de Holanda, Roger Bastide, Guerreiro Ramos e Florestan Fernandes, autores que marcaram a Sociologia Brasileira do século XX que, segundo Medeiros, são referências para se compreender as noções de modernidade e de progresso no País, nas quais o negro se inseria como um "elemento estranho" ou à parte. "Faço também uma relação destes autores com outros estrangeiros que abordam temas pós-coloniais ou da diáspora africana, tais como Stuart Hall, Paul Gilroy, Frantz Fanon e Du Bois", descreve a docente.

Medeiros pretende, com isso, encontrar pontos de conexão, ou de contato, entre a Sociologia que se fez no Brasil e as críticas realizadas pelos autores pós-coloniais, que analisam a condição dos descendentes de africanos sem se limitar aos "muros" do Estado Nação, ampliando o debate para o contexto transnacional da diáspora africana.

De acordo com a pesquisadora, há pontos de conexão entre os autores brasileiros e estrangeiros e que ficaram esquecidos ao longo da história da Sociologia Brasileira. "E não foi à toa. Eles ficaram encobertos em nome de um ideário de democracia racial, devido a uma tendência política e literária muito forte de construir uma tese de que não teríamos um problema racial no Brasil. O problema seria o negro; ele seria o anti-moderno e que não se enquadraria no progresso do País", afirma ela.

Por exemplo, Roger Bastide, no livro "As Américas Negras", de 1967, fala sobre a presença e a sobrevivência de civilizações africanas no Brasil. Nesta publicação, o autor aborda a existência de "retenções africanas" no Brasil e de como elas estavam enraizadas desde em nossos costumes mais simples (fé, alimentação, linguagem, formas de solidariedade etc.) até no funcionamento de nossas instituições. Medeiros diz que Bastide raramente é lembrado por este material, até porque ele contradiz o discurso de assimilação cultural, no qual as referências africanas estariam diluídas numa "cultura nacional morena".

Para o estudo em questão, Medeiros foca em três núcleos de análise: ethos nacional, ou seja, como os autores da Sociologia Brasileira entendem a constituição do "ser brasileiro" e das principais características formadoras da cultura do País; a modernidade e quais compreensões os autores têm a respeito dela e de seus componentes formadores; e, por fim, como os escritores desenvolvem o que ficou conhecido no Brasil como o "problema do negro". "Esses três aspectos estão conectados entre si. A forma como a Sociologia foi construída no Brasil fez com que, de fato, o negro fosse considerado um ponto fora do nosso ethos ou, no máximo, um estágio inferior no longo processo rumo à modernização. Ele não era entendido a partir das suas características étnicas", diz a pesquisadora.

O pressuposto apresentado por Medeiros é que os textos ou fragmentos de textos que tentaram mostrar a presença da África no Brasil, ou ainda as consequências da desumanização imposta aos negros pela colonização, ficaram à sombra da nossa Sociologia. "Para usar termos apresentados por Guerreiro Ramos, existe no Brasil uma patologia social e coletiva, uma patologia do branco que confere ao negro a categoria de problema", enfatiza a professora.

Para ela, esta imposição causa efeitos emocionais devastadores aos negros, além de uma grande desilusão por não se enquadrar na lógica do embranquecimento. "Isso é muito próximo do que Frantz Fanon, chamou de ‘ressentimento’. Mas, o ressentimento é, tanto para Fanon quanto para Guerreiro Ramos, uma etapa, uma passagem, pois ambos recusam o status de ‘problema’ conferido aos negros. Os dois autores enfocam nas possibilidades de resistência aos efeitos da colonização e de superação da condição de subalternidade", explica Medeiros.

Sobre a pertinências do estudo, ela justifica: "Porque justamente os estudos pós-coloniais nos permitem olhar além dos limites do Estado Nacional, e nos permitem saber quais são nossas conexões num processo que chamamos de diáspora africana. Quando nós saímos de uma leitura de um Estado Nacional e ampliamos para um estado transnacional, nós conseguimos retomar elementos, memórias e histórias africanas presentes no Brasil, e que foram encobertos pela lógica de um País mestiço. Essa lógica, por si só, significou uma grande violência aos descendentes africanos e um limitador à compreensão profunda do Brasil", conclui.

O tema já foi apresentado pela pesquisadora da UFSCar no Congresso da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs), em 2016, quando começou o levantamento. Este ano, ela levará a pesquisa para o Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia, em Brasília.

Imagens relacionadas:

publicidade
1
2
3
4
5
6
slide


:: Últimas Notícias
EMEB Maria Ermantina Carvalho Tarpani realiza Festa da Família neste sábado (24)
A escola municipal "EMEB Maria Ermantina Carvalho Tarpani" vai realizar nesse sábado (24/08) a Festa da Família. A escola também comemora o aniversário de 21 ...
Circo Tihany apresenta amanhã (21/08), um pocket show na Santa Casa de São Carlos
O Circo Tihany Spectacular promove um pocket show do espetáculo AbraKdabra, amanhã, quarta-feira dia 21, à partir das 14h, no Hospital Irmandade da Santa Casa de ...
Confira a localização dos Radares Móveis de Velocidade desta quinta-feira (01/08/2019)
Nesta quinta-feira (01/08/2019), a fiscalização eletrônica de velocidade estará nos seguintes pontos: Radar 1 - Av Henrique Gregori (Bairro/Shopping) 60 km/h Radar 2 - Av ...
“Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw” estreia nos cinemas de São Carlos
A partir desta semana os cinemas de São Carlos exibirão o filme "Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw", confira abaixo a ficha completa do filme: Velozes & Furiosos: ...
400 contribuintes já aderiram ao novo REFIS 2019
A Prefeitura de São Carlos já está com R$2,2 milhões de adesão por meio do Programa de Recuperação Financeira (Refis) 2019, sendo que R$700 mil ...
Homologada licitação para reforma da piscina e vestiários do CEMEI Cônego Manoel Tobias
A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Educação, vai fazer a reforma completa da piscina e vestiários do Centro Municipal de Educação Infantil ...
Regina Dias, Rodrigo Zanc e André de Souza apresentam Misturando Estações nesta quinta no Teatro Municipal de São Carlos
Os cantores de Regina Dias, Rodrigo Zanc e André de Souza, acompanhados dos músicos Murilo Barbosa (piano), Rodrigo Lancelotti (violão & guitarra), Ricieri Nascimento (baixo) ...
Casa do Trabalhador em São Carlos possui vagas de emprego disponíveis nesta quarta-feira (31/07/2019)
A Casa do Trabalhador de São Carlos oferece vagas de emprego imediato para quem não tem ou quer mudar de emprego. Para concorrer a vaga é necessário a ...
ACISC informa horário do comércio para o mês de Agosto 2019
A Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC) informa o horário de funcionamento do comércio de rua – centro e bairros – para o mês de ...
Sábado começa o 12º Encontro de Ferromodelismo de São Carlos
A Prefeitura Municipal de São Carlos, por meio da Fundação Pró-Memória e da Associação São-carlense de Ferromodelismo (ASCFER), realiza no ...
Confira a localização dos Radares Móveis de Velocidade desta quarta-feira (31/07/2019)
Nesta quarta-feira (31/07/2019), a fiscalização eletrônica de velocidade estará nos seguintes pontos: Radar 1 - Rua Miguel Petroni (Rodovia/Centro) 60 Km/h Radar 2 - Rua ...
Circo Tihany apresenta em São Carlos luxuoso espetáculo produzido em Las Vegas
Considerado o maior circo da América Latina e um dos três maiores do mundo, o Tihany Spectacular estreia em São Carlos no dia 2 de agosto, às 20h, com o espetáculo ...
Projeto da UFSCar visa reduzir perdas na transmissão de energia elétrica
Como produzir energia via hidroelétricas e termoelétricas, com menor custo de geração e menores perdas nas linhas de transmissão que levam a energia até o ...
Nesta quarta-feira (31), 3,5 milhões de alunos da rede estadual de SP voltam às aulas
Os 3,5 milhões alunos matriculados nas mais de 5 mil escolas de todo o Estado de São Paulo voltam às aulas nesta quarta-feira (31). Professores e gestores já deram ...
Prefeitura recupera iluminação da Rotatória da Educativa
A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Serviços Públicos, finalizou os trabalhos na rotatória da educativa e no centro, na confluência da José ...
Parque Ecológico divulga resultado do III Concurso de Fotografia “Vida Selvagem em Foco”
O Parque Ecológico de São Carlos “Dr. Antônio Teixeira Vianna” divulgou neste domingo (28/7), como previsto no edital, o resultado do III Concurso de Fotografia ...
Semáforos da Avenida São Carlos vão operar no amarelo intermitente na madrugada
A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito comunica que a partir do próximo dia 6 de agosto os semáforos da avenida São Carlos, no período da meia noite a cinco ...
ACISC fecha convênio com São Francisco Saúde
A Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC) firmou um novo convênio com a São Francisco Saúde. A parceria contempla o ACISC Saúde, que ...
Festa da Laranja com Açúcar 2019 será realizada de 5 a 7 de julho em Santa Eudóxia
A 13ª edição da Festa da Laranja com Açúcar será realizada nos dias 5, 6 e 7 de julho, no distrito de Santa Eudóxia. A Festa começa na ...
Confira a localização dos Radares Móveis de Velocidade desta terça-feira (16/04/2019)
Nesta terça-feira (16/04/2019), a fiscalização eletrônica de velocidade estará nos seguintes pontos: Radar 1 - Rua Ray Wesley Herrick (Centro/Bairro) 50 Km/h Radar 2 ...
pesquisar notícias + MAIS NOTÍCIAS


Relação de Feriados e Pontos Facultativos
:: Eventos/Agenda
:: Mais lidas
» Publicidade





 
 

indique nosso site

adicione em seu Favoritos

defina como sua página inicial

| QUEM SOMOS | PUBLICIDADE | FALE CONOSCO | PRIVACIDADE | REGRAS |

| BLACK FRIDAY PROMOÇÕES | DIA DO CONSUMIDOR PROMOÇÕES | CYBER MONDAY PROMOÇÕES |
| BOXING DAY PROMOÇÕES | BLACK DECEMBER PROMOÇÕES |
| GERADOR DE CUPONS |

São Carlos Oficial é um serviço desenvolvido e oferecido por StrZero Soluções Digitais.

Copyright© 2019 - StrZero Soluções Digitais.
Todos direitos reservados. All rights reserved.